Vidros laminados: conheça PVB Comum e PVB Acústico

Vidros laminados: conheça PVB Comum e PVB Acústico

Privacidade com vidro refletivo

O vidro com controle sonoro pode ser obtido por meio de diversas opções: laminados, multilaminados e insulados, por exemplo, podem trazer atenuação acústica para o ambiente. O PVB comum, utilizado no vidro laminado, e o PVB acústico são algumas das soluções mais conhecidas para amortecer a passagem de ruídos entre ambientes. Agora, qual o melhor?

Considerado um vidro de segurança, o laminado está entre os mais utilizados na construção civil graças ao seu poder de proteção acústico e solar. Sua segurança também é comprovada e se dá em seu processo de fabricação. E, por apresentar uma união entre duas ou mais placas de vidro com um Polivinil Butiral, em caso de quebra os cacos ficam presos ao PVB – reduzindo o risco de acidentes e garantindo proteção aos usuários.

Sendo assim, o vidro laminado por si só já oferece um certo controle sonoro, pois a presença do PVB comum já traz atenuação de algumas ondas sonoras. Porém, o PVB acústico possui uma eficácia maior na redução de ruídos.

Entre as ações de PVB, antes de escolher qual será usada em sua obra, é necessário entender as características do ruído que precisa ser isolado. Devido as diferentes bandas de frequência em que os ruídos são emitidos, o laminado comum pode ter um bom desempenho para barrar o barulho do trânsito, mas não anular o som vindo de estações de trem ou fábricas próximas ao endereço, por exemplo. Ou seja, uma análise precisa da região por um profissional é fundamental para um resultado positivo e confortável.

Quando falamos de cidades com altos níveis de congestionamento, isto significa uma preocupação a mais com o tempo dedicado ao controle sonoro em cada projeto – isso para cumprir os regulamentos de níveis de ruído que irão manter a qualidade de vida dos moradores. Neste caso, a película de PVB acústico para vidro laminado aumenta significativamente a capacidade das janelas de bloquear o ruído, protegendo o ambiente interior contra o mundo exterior. Sendo assim, o produto vem sendo a solução mais utilizada em reformas de casas, escritórios, hospitais e mais construções.

Tratando-se de uma comparação entre o PVB comum e o acústico, Dener Barros, especificador técnico da PKO, afirma: “Um material não é melhor que o outro. Pode haver desempenhos maiores em determinadas ocasiões e, por isso, é preciso fazer um estudo prévio para que se especifique o melhor para determinado projeto”. Então, antes de abordarmos as vantagens ou desvantagens do comum para o acústico, precisamos entender um pouco mais sobre os sons que o cômodo será exposto. 

Leia também:  Cobertura de Vidro: Dicas para escolher o melhor produto

PVB Comum vs. PVB Acústico

Após avaliar o ambiente e as informações da obra, conseguimos considerar os prós e contras de cada uma das alternativas. Abaixo, Dener promove uma comparação entre ambas com informações técnicas completas de seus desempenhos: 

O PVB acústico apresenta características próprias que o tornam mais eficaz no combate à ruídos em determinada frequência quando comparamos a um PVB convencional. Sua composição química transforma as ondas sonoras absorvidas em “energia”, responsável por agitar as suas moléculas e diminuir a propagação das ondas sonoras. Suas características físicas também o tornam mais eficientes na atenuação de ruídos. Isso por ter um aspecto mais “macio”, contendo sua propagação. 

Em uma visão técnica, um vidro comum laminado com o uso de uma, duas ou mais lâminas de PVB comum pode ser capaz de atenuar, em uma frequência de 125 Hz (sons graves), cerca de 27 decibéis, já em uma frequência de 2000 Hz, consegue garantir 32 dB. Para se ter noção dessa amplitude, um aspirador de pó pode chegar a 55 dB. Ou seja, usando um vidro laminado comum de 8 mm de espessura, conseguiríamos atenuar cerca de 32db do ruído gerado, e o que passaria seria cerca de 23 dB. De acordo com a NBR 10.152, essa amplitude está dentro dos limites aceitáveis para o conforto acústico.

Agora, quando analisamos um vidro de mesma composição com PVB acústico temos, mais uma vez, uma atenuação em uma frequência de 125 Hz, cerca de 27 decibéis e uma frequência de 2000 Hz. O laminado com PVB acústico é capaz de atenuar cerca de 9 decibéis a mais do que o vidro com PVB comum. 

Vale ressaltar que a amplitude é medida em escala logarítmica – um aumento 3 dB significa o dobro do ruído.

Após essa análise, é possível determinar o melhor material para atender seu projeto. Caso o ruído esteja em frequências mais baixas, um vidro laminado com dois PVBs comuns pode até garantir um desempenho agradável, mas não tão bom quanto um laminado com PVB acústico. Caso a frequência do ruído seja média ou alta, o modelo acústico é sem dúvida a melhor solução para o projeto. 

Laminado com PVB

A laminação com PVB é muito usada pela indústria automotiva e cresce cada vez mais no setor da construção civil. Pois, como vimos, aproveita-se da confiabilidade da película para unir as chapas e garantir demais benefícios à peça. Na construção, a laminação com PVB produz um vidro com propriedades de isolamento acústico e bloqueio de raios ultravioleta. 

Leia também:  O vidro como protagonista na construção civil

Porém, apenas colocar duas ou mais lâminas não irá garantir o mesmo resultado de um PVB segmentado, como o acústico, tratado ao longo do artigo. “Optar por duas ou mais películas não aumenta o desempenho acústico do conjunto. Justamente porque a quantidade que adicionamos ao sistema não é suficiente para vencer a trepidação quando comparamos com a utilização de um ou até mesmo quatro PVBs. A diferença de espessura é milimétrica, ou seja, a prática torna o produto mais caro e sem aumento de desempenho sonoro considerável. O PVB acústico foi desenvolvido especialmente para barrar sons em frequências críticas. Seu comportamento é diferente e o único capaz de excluir ruídos em maiores amplitudes”, reforça o profissional.

PVB Acústico

Conforme analisamos, os vidros com películas especiais são indicados para todas as obras que buscam por conforto sonoro, principalmente, empreendimentos que pedem alto isolamento acústico, como fachadas em áreas comerciais de grandes metrópoles. São as películas especiais que ajudam a reduzir a entrada de barulho gerado no mundo externo. 

Considerado o melhor vidro acústico disponível no mercado, o laminado está contemplado na norma técnica da ABNT NBR 7199, que regulamenta a execução e aplicações de vidro na construção civil. De acordo com a regra, o modelo é o mais recomendado também para áreas que necessitam de maior segurança, como mezaninos, varandas, coberturas e guarda-corpos.

Resumindo, o laminado com PVB acústico protege o ambiente de efeitos sonoros, mas ainda assim permite visão completa e entrada de luz da área externa.

Vidro Refletido Laminado com PVB

Tecnologia

Em geral, a película de controle acústico é construída a partir de uma tecnologia de extrusão que pode ser de três camadas – uma de isolamento acústico e duas padrões. O método melhora o isolamento e ao mesmo tempo preserva os benefícios básicos da película padrão. 

Isso significa que as camadas externas dão resistência mecânica e adesão às chapas. A camada interna é responsável por absorver frequências sonoras indesejadas. Com esta tecnologia, o desempenho do isolamento acústico é melhorado, mantendo a funcionalidade da película padrão.

Desempenho

Assim como vimos com as análises de Dener, especificador técnico da PKO, a película de PVB acústico proporciona uma atenuação do som melhor do que a junção de duas películas de PVB padrão. 

Também podemos observar que as diferenças na eficácia do isolamento sonoro são mais evidentes para sons e ruídos em um intervalo entre 1.000 Hz a 4.000 Hz, onde o ouvido humano é mais sensível. A melhora na perda de transmissão de som desses ruídos pode chegar a 10 dB, em comparação com o PVB comum. 

Leia também:  Fachada inteiramente de vidro é tema em maior evento do setor - FESQUA Virtual 2021

Benefícios do vidro laminado com PVB acústico

  • Menores espessuras das chapas;
  • Alto nível de atenção acústica;
  • Não compromete a redução de riscos de acidente;
  • Segurança;
  • Bloqueio da radiação ultravioleta;
  • Maior flexibilidade em projetos de nível elevado.

Após este artigo, podemos concluir que o PVB acústico alcança um resultado superior e mais eficaz quando comparado ao PVB comum – o resultado segue igual mesmo quando há a instalação de duas lâminas em uma única peça. Vale sempre avaliar os projetos e analisar as soluções, mas, em geral, podemos adiantar que o acústico é a melhor alternativa para demandas da construção civil.

Vidro AcústicoVidro Acústico
eBook

4 passos para definir seu vidro acústico

Selecionamos 4 passos para te ajudar a escolher a melhor solução em vidro acústico de acordo com sua necessidade.

Conteúdos Exclusivos

Preencha para receber conteúdos exclusivos da PKO do Brasil

  • Ao se cadastrar, você concorda com os Termos de Uso e Política de Privacidade. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.
PKO do Brasil
PKO do Brasil
O termo pergolado gera tanta curiosidade quanto dúvidas. O nome se refere a uma cobertura que proporciona maior harmonia para o espaço, garantindo estilo, personalidade e um projeto mais agradável para a convivência. A tendência é muito utilizada em áreas como piscinas, churrasqueiras e jardins. ➡️ https://bit.ly/3l6sgS3
PKO do Brasil
PKO do Brasil
❗Veja 12 dicas e ideias práticas para alavancar sua vidraçaria no universo online, fidelizar seus atuais clientes e conquistar um novo público. Download grátis 📘 Marketing Digital para Vidraçarias ➡️ https://bit.ly/3xB9hnP
Infográfico

Manutenção de Laminado

Dicas para fazer corretamente o armazenamento, corte, lapidação e limpeza do vidro laminado.
Vidro para Sauna
eBook

Manual do Vidro para Sauna

Com inúmeros acabamentos para saunas, o vidro se destaca pela elegância e ilusão de um espaço mais amplo.