10 tipos de vidros especiais com características únicas para incluir no seu projeto

10 tipos de vidros especiais com características únicas para incluir no seu projeto

Parede de vidro em sala de estar

O vidro tem sido utilizado cada vez mais como uma das principais matérias-primas para a produção de empreendimentos, construção e valorização de espaços. Um dos motivos para o crescimento do mercado é a tecnologia que vem se destacando no setor nos últimos anos e trazendo inovações presentes nos modelos chamados de especiais. 

Como o nome sugere, atuam de forma diferente das opções comuns, apresentam características distintas e são fabricados para garantir maior proteção e segurança aos usuários, além de qualidade, beleza e mais vantagens individuais que correspondem a cada peça e seu propósito. 

Com o avanço na criação de micro camadas, o que ocorre nessas novas fabricações é a combinação de diversos tipos de materiais distintos. A partir de dimensões microscópicas, eles unem-se oferecendo benefícios exclusivos para as chapas – como controle solar, conforto térmico ou auto limpeza, por exemplo.

Dessa forma, entendemos que os vidros especiais são voltados para aplicações específicas e contém funcionalidades ainda não muito conhecidas pela grande massa. Na realidade, este movimento começou a ganhar força porque os projetos atuais, cada vez mais, utilizam vidros não apenas em fachadas e coberturas, mas também como tela de projeção, captação de energia solar e outras funções. Assim, para atender às demandas, o segmento vem desenvolvendo produtos super modernos. Vamos conhecê-los ao longo deste artigo. 

  1. Vidro autolimpante
  2. Vidro antirreflexo
  3. Vidro anti-pássaro
  4. Vidro inteligente
  5. Vidro antirrisco
  6. Vidro antichamas 
  7. Vidro fotovoltaico 
  8. Vidro plumbífero
  9. Vidro termocrômico
  10. Vidro vitrocerâmico

Muito provavelmente, sua vidraçaria trabalha com vidros temperados, laminados e insulados (ou duplos) – e talvez sua equipe também conheça bem alguns modelos especiais utilizados em aplicações que requerem alto desempenho, como o vidro temperado-laminado, multilaminado ou refletivo. Porém, existem ainda mais opções no mercado que podem proporcionar grandes diferenças e aumento nas vendas de sua empresa. São estas que veremos a seguir! 

Vidro autolimpante

Para a criação do vidro autolimpante, a chapa recebe uma camada de partículas de dióxido de titânio (TiO2) que quebra as moléculas orgânicas e elimina a poeira. Os raios UV reagem e eliminam a sujeira. 

Quando a chuva atinge a peça, por exemplo, ao invés de formar gotículas e manchas, a água se espalha por toda superfície do vidro, não deixando marcas e secando rapidamente.

Leia também:  As piscinas de borda infinita como tendência de projeto

Além disso, o vidro autolimpante pode ser associado ao vidro de controle solar. A junção irá garantir uma enorme versatilidade ao produto, que poderá oferecer dois benefícios de uma só vez. O modelo ainda pode ser combinado com vidro laminado ou temperado, até mesmo com o insulado, conferindo outras funcionalidades como segurança e conforto acústico. 

A limpeza, como o nome já diz, será menos frequente e quando ocorrer exigirá menos esforço – gerando economia de tempo e dinheiro. Entre seus benefícios, podemos somar o alto nível de durabilidade e desgaste mínimo ao longo dos anos.

Estrutura de telhado com vidro

Vidro antirreflexo 

O vidro antirreflexo foi idealizado para locais que precisam de transparência e baixa reflexão. Ele é indicado para vitrines, cabines envidraçadas, proteções de quadros e peças em museus. Sendo seu objetivo, e também maior benefício, a chapa promove a redução da reflexão em até cinco vezes mais do que em comparação a um vidro comum. 

Mesmo com o bloqueio, ele ainda permite mais de 90% da passagem da luz e impede quase 100% dos raios UV, o que evita o desbotamento de móveis e objetos.

Janela de Vidro

Vidro anti-pássaro 

Regiões muito próximas às áreas verdes e com grande circulação de pássaros – como campos e parques – devem redobrar a atenção no momento de escolha dos vidros que serão instalados em janelas e fechadas. Isso porque os modelos comuns podem levar a colisão de aves nas peças transparentes. 

Uma das soluções é idealizar um projeto bird-friendly, amigo dos pássaros em tradução livre. E foi pensando nisso que uma alemã criou o vidro chamado de Ornilux, que possui desenhos visíveis somente aos pássaros, e não aos humanos. Dessa forma, os animais enxergam o vidro e evitam acidentes, enquanto os humanos continuam com a desfrutar da transparência e vista local.

Vidro Ornilux Anti Pássaros

Vidro inteligente

O vidro inteligente ou Privacy Glass é muito indicado para hospitais – desde UTIs à maternidades. Também é muito utilizado em clínicas para salas de exames e consultas. Em geral, essa tecnologia permite a criação de ambientes modernos e com controle eletrônico de transparência.

A peça é feita através de um processo de laminação de duas chapas com um filme de cristal líquido com polímeros dispersos. Quando ligado às moléculas, elas se organizam em uma direção específica, tornando-o incolor. Quando o dispositivo é desligado, volta a sua condição original, de branco translúcido. “O Privacy é a principal alternativa usada em qualquer ambiente hospitalar que demande certa privacidade”, explica Alexandre Bonato, gerente de obras da PKO.

Leia também:  Parede de vidro como tendência na arquitetura

Além de alta durabilidade, ele reduz a contaminação hospitalar ao eliminar a necessidade de cortinas, responsáveis pelo acúmulo de sujeira.

Vidro antirrisco 

A linha desenvolvida pela fabricante Guardian, chamada de Cristal DiamondGuard, promove brilho e alta durabilidade. O objetivo da peça é diminuir a obrigação de um cuidado extremo geralmente necessário para não riscar o vidro. 

Fundido com a força do carbono através de um processo patenteado, apresenta uma camada protetora 10 vezes mais resistente a riscos e são aconselháveis para tampos de mesa e aparadores, valorizando os móveis e ambientes. 

Vidro antichamas 

Produzido à base de borosilicato, o modelo antichamas tem a função de reter as chamas em caso de incêndio, podendo funcionar por 30, 60, 90 ou 120 minutos a depender da gravidade da situação. 

Além deste produto, existe também o vidro chamado de corta-fogo (ou resistente a fogo). Esses itens são considerados resistentes porque dispõem de uma tecnologia capaz de bloquear o curso das chamas no caso de um incêndio. O que evita a propagação de fogo, gases e fumaça, permitindo assim o evacuamento de pessoas por rotas de fuga até a chegada de bombeiros. 

Vidro fotovoltaico

O fotovoltaico tem esse nome por possuir uma película fotovoltaica, conhecida como célula solar, capaz de gerar energia elétrica por meio da luz do sol. Dependendo do material e fabricação, cada metro quadrado da peça será capaz de evitar a emissão, por ano, de 120kg de CO2 na atmosfera. 

Vidro plumbífero

O vidro plumbífero é extremamente tecnológico por conter chumbo em sua estrutura. “Ele é muito específico para salas de cirurgia, raio-X e tudo que envolve onda eletromagnética”, comenta Alexandre Bonato.

Como dito pelo profissional, o principal objetivo do modelo é barrar a radiação de equipamentos de raio-X usados em diagnósticos médicos, protegendo a saúde de profissionais da área e o bem-estar de pacientes. Sua função é essencial e indispensável porque as equipes que atuam na área de radiologia estão diretamente expostas a radiações que podem aumentar os riscos de doenças, como o câncer.

Também é recomendado para além das salas comuns de raio-X e deve ser instalado em locais destinados a tomografia, hemodinâmica ou espaços com equipamentos radiológicos em clínicas e consultórios.

Visor plumbífero Corning® Med-X®

Vidro termocrômico

Podendo ser encontrado também com o nome de eletrocrômico, o termocrônico se transforma, eletronicamente, em mais claro ou mais escuro, conforme a intensidade do sol. Isso ocorre através de um sensor na fachada do edifício que avisa o computador da necessidade de aumentar ou reduzir a luminosidade do ambiente.

Leia também:  Quebra de vidros: Veja as causas mais comuns

O vidro especial permite maior economia de energia elétrica e conforto luminoso sem o uso de cortinas. 

Vidro vitrocerâmico

O especial vitrocerâmico é usado em eletrodomésticos como cooktops ou churrasqueiras, por exemplo. Ele é fabricado a partir de um choque térmico semelhante ao processo de têmpera, o que confere ao produto maior resistência, baixa condutividade e quase nenhuma dilatação térmica.

Agora que você já conhece 10 vidros especiais para incluir em seus projetos, compartilhe essas informações com amigos e, claro, com seus clientes! 

Como fotografar projetos de vidro e esquadriaComo fotografar projetos de vidro e esquadria
eBook

Como fotografar projetos de vidro e esquadria

Saiba escolher entre fotógrafo profissional X “faça você mesmo”, o que não deve ser feito, dicas de montagem, decoração e iluminação, aplicativos para editar fotos e como utilizar o Instagram.

Conteúdos Exclusivos

Preencha para receber conteúdos exclusivos da PKO do Brasil
PKO do Brasil
PKO do Brasil
Guia Prático: Como Vender o Vidro Privacy Glass. Saiba como obter os melhores resultados de vendas em vidros de alto valor agregado. Como vender o vidro polarizado Privacy Glass, pós-venda, transporte, armazenamento e instalação da peça. Download grátis❗️ ➡️ https://bit.ly/3AEuDky
PKO do Brasil
PKO do Brasil
PKO do Brasil
O vidro com controle sonoro pode ser obtido por meio de diversas opções. O PVB comum, utilizado no vidro laminado, e o PVB acústico são algumas das soluções mais conhecidas para amortecer a passagem de ruídos entre ambientes. Agora, qual o melhor? ➡️ https://bit.ly/3hKz6uP
Marketing Digital para Vidraçarias
eBook

Marketing Digital para Vidraçarias

12 dicas e ideias práticas para alavancar seu negócio no universo online, fidelizar seus atuais clientes e conquistar um novo público.
Vidro Duplo ou Insulado
eBook

Manual Técnico do Vidro Insulado

Veja todas as características e aplicações do vidro insulado.