Vidro temperado: Você sabe como é feito?

| PKO do Brasil |

Vidro temperado: Você sabe como é feito?

Como é feito o vidro temperado

O vidro tem a sua resistência aumentada pela têmpera, um processo que consiste em aquecer o material até uma temperatura crítica e depois resfriá-lo rapidamente.

A têmpera no vidro produz um sistema de tensões que aumenta a resistência, isso acontece porque o vidro tem grande resistência à compressão e pouca resistência à tração.

O que isso causa no vidro?

Devido às tensões induzidas no vidro temperado, quando este se rompe em qualquer ponto, toda a chapa se quebra em pequenos fragmentos sem arestas cortantes e lascas pontiagudas, menos suscetíveis a causar ferimentos.

E como saber se o vidro foi feito da maneira correta?

A qualidade de um vidro temperado é expressa por um teste que inclui, dentro de outras análises, a contagem da fragmentação em caso de quebra. O Inmetro é um importante certificador desse processo.

Vamos então descobrir agora, como se faz o processo de têmpera no vidro!

Primeiro o vidro deverá ser cortado e ter suas bordas lapidadas, pois após o processo de têmpera, não será mais possível fazer modificações de medidas na peça, que irá se romper.

O mesmo vale para a furação, já que comumente o vidro temperado será utilizado em instalações que exigem fixação por ferragens e aplicação de botões ou puxadores, por exemplo.

No forno de têmpera, as peças serão aquecidas até uma temperatura de aproximadamente 600 graus Celsius, através de uma resistência elétrica.

Após este processo, rapidamente o vidro é resfriado por sopradores de ar, que reduzem a temperatura drasticamente para menos de 100 graus Celcius. Este processo leva cerca de 4 minutos.

Leia também:  Vidro float: O que as empresas de esquadrias precisam saber?

Por fim, uma amostragem do vidro para aquele lote de produção, passará por um teste de fragmentação, para verificar se sua qualidade está de acordo com as exigências da norma.

A resistência do vidro comum pode ser tomada como 400 Kgf/cm², já a resistência efetiva do vidro temperado será de 1400 Kgf/cm² (140 MPa), entre três e cinco vezes a resistência do vidro comum, podendo ser autoportante, fixado somente com ferragens.

Além disso, o vidro temperado pode ser aplicado em situações de risco de stress térmico.

Na hora de comprar os vidros para o seu projeto, conte com o suporte de um fornecedor qualificado!

Diferentes tipos de esquadriasDiferentes tipos de esquadrias
Infográfico

Diferentes Tipos de Esquadrias

Conheça os principais tipos de esquadrias existentes no mercado.

Conteúdos Exclusivos

Preencha para receber conteúdos exclusivos da PKO do Brasil
PKO do Brasil
PKO do Brasil
🍷 Manual do Vidro para Adegas: Conheça o tipo de vidro que deve ser utilizado, instalação, normas técnicas, climatização, iluminação e modelos de adegas. Download grátis❗️ ➡️ https://bit.ly/2UCNXza
PKO do Brasil
PKO do Brasil
Tudo o que você precisa saber para vender vidros com excelência ⤵️

1️⃣ Mercado e Concorrência
2️⃣ Fornecedores
3️⃣ Cliente e o Funil de Vendas
4️⃣ Orçamento e Visita Técnica
5️⃣ Realização dos Serviços e como Agregar Valor
6️⃣ Marketing Digital

➡️ Download grátis: https://bit.ly/vender-vidros
Política de Qualidade da PKO do Brasil
eBook

Normas de Vidro: 4 tipos que você deve conhecer

Saber quais são as normas que regulam o uso e aplicação do vidro é fundamental para quem projeta, especifica e instala este material.
Vidro Acústico
eBook

4 passos para definir seu vidro acústico

Selecionamos 4 passos para te ajudar a escolher a melhor solução em vidro acústico de acordo com sua necessidade.