Saiba quais normas técnicas que seu negócio de esquadria deve ficar de olho

| PKO do Brasil | ,

Saiba quais normas técnicas que seu negócio de esquadria deve ficar de olho

Saiba quais normas técnicas que seu negócio de esquadria deve ficar de olho

Entenda de que forma o conhecimento das normas técnicas te ajuda na assertividade dos projetos da sua empresa de esquadrias

No ramo das empresas de esquadrias algumas normas técnicas são indispensáveis para evitar erros e se destacar no mercado por meio da qualidade do produto e serviço oferecidos ao cliente.

Podemos citar como exemplo as empresas de esquadrias de alumínio, que precisam conhecer normas técnicas referente aos materiais empregados, como estruturas metálicas, ferragens e vidros para conseguir mais assertividade nos projetos.

Nesse post, vamos explicar melhor quais são as normas técnicas voltadas para vidros e esquadrias, onde consultá-las e como elas se aplicam. Confira!

As normas técnicas

A Associação Brasileira de Normas Técnicas, a ABNT, é o órgão responsável pela elaboração, difusão e implementação das normas, visando a compreensão comum de usos e aplicações de determinados produtos.

No caso dos vidros e esquadrias, você pode consultar as normas disponíveis diretamente junto à ABNT ou aos fornecedores dos materiais utilizados, já que eles utilizam esse respaldo técnico em suas rotinas de trabalho e podem oferecer treinamentos para tirar suas dúvidas e outras informações necessárias.

Veja as principais normas:

Normas do Vidro

NBR 7199 – Vidros na construção civil — Projeto, execução e aplicações (estabelece tipos de vidro e suas aplicações, e determina o cálculo de espessura mínimo de acordo com a pressão do vento)

NBR 15575 – Edificações habitacionais — Desempenho

NBR 16259 – Sistemas de envidraçamento de sacadas — Requisitos e métodos de ensaio

NBR 14718 – Guarda-corpos para edificação

Normas da Esquadria

NBR 10821 – Esquadrias para edificações

NBR 15969 – Componentes para esquadrias

NBR 15930 – Portas de madeira para edificações

NBR 13756 – Esquadrias de alumínio – Guarnição elastomérica em EPDM para vedação – Especificação

Fique atento às atualizações das normas

Leia também:  Conheça 10 técnicas de vendas indispensáveis para sua vidraçaria

É importante que você acompanhe as normas, pois elas sempre passam por atualizações e podem ter mudanças significativas. Muitas empresas, que não contam com respaldo técnico, podem cometer enganos graves e ter implicações jurídicas.

Tais implicações jurídicas podem significar multas e também uma má reputação da sua marca perante o público. Veja um exemplo real de negligência as normas no caso abaixo:

Segundo reportagem do portal AECweb, uma criança de 9 anos veio a falecer, após ficar internada quase um mês em uma Unidade de Terapia Intensiva em Três Lagoas (MS), devido a um acidente em sua residência, quando uma porta de vidro, no pavimento térreo, se quebrou e, devido ao vidro ser comum (float) os estilhaços o atingiram, causando ferimentos graves.

Nesse caso, ou seja, em todos os tipos de portas na parte inferior, segundo à NBR 7199, o vidro deveria ser de segurança, temperado, que se quebra em pequenos fragmentos com o mínimo de arestas cortantes, ou laminado, no qual os fragmentos de vidro ficam presos à película PVB (polivinil butiral).

Em acidentes como este ou em qualquer caso, no qual o responsável pela construção da edificação seja acionado judicialmente, o fabricante do produto que causou o problema também enfrentará as questões legais, sendo responsabilizado nas áreas cível e criminal.

Se for provado que a empresa descumpriu a norma técnica, com o conhecimento da aplicação (ou seja, de forma intencional), o sócio e/ou gerente responsável poderá ser processado se enquadrado no Inciso IX do Artigo 7º da Lei nº 8.137, de 27 de dezembro de 1990, que diz:

“constitui crime contra as relações de consumo, vender, ter em depósito para vender ou expor à venda ou, de qualquer forma, entregar matéria-prima ou mercadoria, em condições impróprias ao consumo”. A pena é de detenção de dois a cinco anos, ou multa.

Uma outra questão é que, mesmo que não tenha havido um acidente, se a empresa for denunciada pelo não cumprimento das normas, o promotor pode instaurar um inquérito civil para apurar os fatos, através de vistorias e perícias na empresa.

Uma vez constatado o problema, o promotor estabelece um TAC – Termo de Ajustamento de Conduta, obrigando a empresa a parar de oferecer produtos fora da norma, sob pena de multa diária.

Por isso, as empresas de esquadrias ou serralherias precisam prevenir acidentes ao executar projetos de portas e janelas de vidro, por exemplo. O melhor é estar sempre atento às normas técnicas dos materiais utilizados e também entender melhor as medidas e recomendações para sua esquadria. Consulte essas informações junto ao fornecedor e garanta a qualidade e segurança do seu produto.

Para saber mais informações sobre esse e outros assuntos, deixe seu comentário com sua dúvida ou sugestão.

Instalação de EsquadriaInstalação de Esquadria
Infográfico

Manutenção de Esquadrias

A manutenção das esquadrias é fator fundamental para que elas permaneçam conservadas.

Conteúdos Exclusivos

Preencha para receber conteúdos exclusivos da PKO do Brasil
PKO do Brasil
PKO do Brasil
🍷 Manual do Vidro para Adegas: Conheça o tipo de vidro que deve ser utilizado, instalação, normas técnicas, climatização, iluminação e modelos de adegas. Download grátis❗️ ➡️ https://bit.ly/2UCNXza
PKO do Brasil
PKO do Brasil
Tudo o que você precisa saber para vender vidros com excelência ⤵️

1️⃣ Mercado e Concorrência
2️⃣ Fornecedores
3️⃣ Cliente e o Funil de Vendas
4️⃣ Orçamento e Visita Técnica
5️⃣ Realização dos Serviços e como Agregar Valor
6️⃣ Marketing Digital

➡️ Download grátis: https://bit.ly/vender-vidros
Dicas de uso de serra de esquadria
eBook

Glossário da Esquadria

Com este glossário você terá acesso aos principais termos utilizados na construção civil.
Calculadora de Espessura de Vidros
Calculadora

Calculadora de Espessura de Vidros

Você pode calcular a espessura de todos os vidros de acordo com a região da obra, tipo de topografia, obstáculos da área, andar da aplicação ou pressão do vento.