Ferramentas e instrumentos necessários para medição correta de projetos com vidro

Ferramentas e instrumentos necessários para medição correta de projetos com vidro

Ferramentas para Medição de Vidros

Garantir um resultado satisfatório em uma obra está totalmente interligado com o processo de medição. Para uma instalação ser bem feita, sem prejuízos e perda de peças, será necessário que o profissional seja preciso em todos os espaços, vãos e tamanhos. Domínio na função é de extrema importância para o vidraceiro determinar o sucesso final na entrega do projeto. 

Entre os itens que não podem faltar na caixa de ferramentas de um vidraceiro, os materiais de medição do vidro e vãos são os primeiros a merecerem atenção e investimentos. Seguidos pelos utensílios de corte, acabamento e assim por diante.

A etapa da medição é tão essencial para que tudo saia como planejado que, ao ser pulada ou feita sem muita atenção, traz enormes prejuízos e insatisfações por parte dos clientes. “Quando o pedido é feito, ele não aceita mais alterações e, muitas vezes ao chegar no local para a instalação, não encontramos o ambiente como passado pelo consumidor ou este não sabe detalhes como folgas nos botões de espelho, por exemplo. Ou seja, será preciso refazer toda a medição e isso gera atrasos, novos acabamentos e custos”, explica Nathali Kaneko, supervisora da Saga Vidros (@sagavidrodesign).

Outra dica essencial é ter em mente que o ideal é realizar a medição com o cômodo finalizado. Se a obra está em andamento e sem acabamentos, pode causar interferências no momento da instalação, segundo Patrícia Sakamoto, proprietária da Decorvid Decorações em Vidros (@decorvid_vidros): “Os tamanhos corretos dependem muito do revestimento. Há muito o que ser instalado na obra antes de realizar a medição. Por exemplo, se for fornecer um vidro de box e um espelho para o banheiro e este não estiver finalizado, chegará a hora da instalação e os cálculos podem não bater por ângulos terem mudado ou outros fatores. Errar ou pular a medição é ruim para todos os lados: a vidraçaria perderá peças e a clientela ficará frustada”. Por isso, nunca deve ser feito com pressa para já atender o próximo cliente. 

Neste caso, a rapidez acaba sendo inimiga da perfeição. Alguns detalhes podem passar despercebidos e levar a erros cometidos lá na frente, na hora da instalação. Sendo feita de forma correta, irá evitar retrabalho e problemas irreversíveis, porque depois de perfurar o local, como pisos e pedras, não será mais possível refazer. E como dito por ambas as fontes, haverá perda de material e transtornos na casa do consumidor. 

Para ser ágil, a melhor saída é ao fazer uma visita técnica em uma possível obra, já ter em mãos as ferramentas para medição – trena, trena a laser, nível a laser, transferidor de grau, esquadro e prumo. Todas são necessárias e devem ser levadas ao cliente, pois uma complementa a outra dependendo da situação. E, claro, é preciso saber utilizá-las.

Leia também:  Aplicações de vidros: Você sabe qual vidro utilizar?

A seguir, reunimos nove ferramentas das mais funcionais em processos de medição, suas características e para qual trabalho servem. 

Ferramentas indispensáveis para a medição de projetos com vidros 

Esquadro 

Sua função é determinar se paredes, pisos e quaisquer encontros entre superfícies estão alinhados. Ou seja, se o ângulo entre elas é de 90°.

A medição pode até parecer simples ou desnecessária, mas caso estes elementos não estejam alinhados e comprovados, além do olho nu, a instalação de vidros apresenta problemas – como no caso de espelhos.

Esquadro para medição de vidros

Prumo 

O prumo é usado para conferir a verticalidade de paredes e colunas, bem como para elevar o ponto. O instrumento é um pequeno peso de metal, com uma das extremidades presa a um fio fixado a uma base para não perder sua referência. Ele também pode ser adaptado a um prisma ou a um tripé.

Já o prumo de face, em forma de cilindro, serve para nivelar paredes, colunas ou outros elementos verticais. Por fim, o de centro, em formato de pião, para transferir pontos entre o teto e o piso.

Escalímetro 

Baseado em escalas, esta ferramenta é utilizada na leitura de plantas. Cada face do escalímetro possui uma escala diferente e através dele o profissional responsável pode conferir se os trabalhos foram feitos de acordo com as dimensões especificadas na planta executiva do projeto.

Este vale mais para vidros utilizados em fachadas, coberturas, paredes e portas.

Escalímetro

Paquímetro 

Este é usado para realizar medições internas, externas, de profundidade e de ressaltos. O paquímetro é ideal para medir a espessura ou diâmetro de canos, furos, pregos, parafusos e roscas.

Este é mais utilizado na execução de serviços hidráulicos e mecânicos, mas é válido para medições de vidros que serão instalados em banheiros, por exemplo.

Suta e transferidor

A dupla é responsável pela medição, verificação e marcação de ângulos. A suta consiste em uma base e uma lâmina articulada, cujo movimento rotatório permite ajustar qualquer ângulo. O transferidor, por sua vez, é uma régua no formato circular que indica com precisão (centímetros e milímetros) o ângulo de superfícies e arestas.

Trena a laser

Ferramenta que mede com precisão paredes, pisos, materiais e a maioria dos elementos construtivos em uma obra. Para facilitar essa tarefa e ajudar com espaços a longa distância, foram criadas as trenas a laser, que são ainda mais práticas, pois são capazes de medir até 30 metros e dispensam a presença de um ajudante como na trena tradicional. A maioria das trenas também conta com medidor de nível – confira abaixo sua função! 

Nível a laser 

Eles verificam se uma superfície está 100% reta e nivelada, evitando ondulações em pisos e contrapisos. Assim como as trenas, podem ser manuais ou a laser.

Leia também:  Qualidade do vidro: O que precisamos saber?

O mais comum é o modelo que apresenta um recipiente cilíndrico, marcado com duas linhas e também possui um líquido em seu interior, retendo uma bolha de ar. Ao apoiar o objeto em um plano horizontal ou vertical, a bolha deve permanecer na área demarcada. Do contrário, há inclinações.

Trena e nível a laser para medição de vidros

Medidor de umidade 

O medidor de umidade é um instrumento bastante útil para a identificação de erros depois que as obras já estão concluídas. Ele ajuda a encontrar problemas de umidade invisíveis a olho nu, dispensando quebrar paredes e capturando os dados de forma rápida e confiável.

O medidor mostra exatamente onde está o problema de umidade, seja ele uma simples infiltração ou um vazamento mais complexo. O que é benéfico para se certificar de que o ambiente está em perfeita ordem antes de concluir as instalações de vidros 

Estação total/taqueômetro

O taqueômetro é um equipamento topográfico utilizado para medir ângulos verticais e horizontais – distâncias lineares em um terreno. Por meio dele, são criadas as plantas, essenciais para localizar os detalhes de uma construção com perfeição.

No caso dos vidros, são mais utilizados em grandes projetos que envolvam, por exemplo, fachadas, coberturas, pisos, escadas e piscinas. 

Etapas da medição de obras

Sem dúvida, vimos a importância da etapa da medição para pequenos, médios e grandes serviços de sua vidraçaria. Agora, além de obter as ferramentas adequadas, o mais importante é cumprir todos os seus passos para evitar prejuízos ou má reputação a sua empresa. Vamos ao passo a passo! 

  1. Defina os critérios de medição para que todos os seus funcionários sigam o mesmo modelo de medição e anotação dos tamanhos – evitando uma falha de comunicação;
  2. Acompanhe a evolução da obra, estando ciente da execução de cada etapa. Na introdução, falamos sobre a importância da obra ser finalizada antes da medição. Caso isto não ocorra devido ao cronograma do cliente, esteja em constante comunicação com ele para verificar se nenhuma mudança brusca foi feita no cômodo – evitando a perda de peças e transtornos; 
  3. Com base nos dados da medição, identifique e corrija possíveis erros e problemas no processo de corte e acabamento antes da entrega. Ou seja, sempre revise os documentos.
Cursos para profissionais do setor de vidros

Os erros mais comuns cometidos na etapa de medição 

Em conversa com a supervisora da Saga Vidros, Nathali Kaneko e com Patricia Sakamoto, proprietária da Decorvid Decorações em Vidros, ambas com propriedade no tema e parceiras da PKO, separamos dois conselhos importantes a serem seguidos no processo de medição para evitar possíveis erros em sua vidraçaria. 

“Pode acontecer alguns erros de cálculos caso o profissional que foi medir não seja o mesmo responsável por projetar a peça. Dessa forma, o projeto pode não estar de acordo com o que foi medido. É difícil de acontecer, mas existe essa possibilidade e ela merece atenção. Um erro comum é na quantidade de peças. Às vezes quem faz o pedido não revisa as informações e pede o número errado de peças. Ou se você trabalha com o consumidor final em sua vidraçaria e este tem a opção de não contratar os seus serviços de instalação, pode acontecer desta quebrar o produto. Por isso, é preciso documentar que tudo foi entregue em perfeito estado”, explica Nathali Kaneko. 

Leia também:  A tendência do uso de vidros de proteção solar no envidraçamento de sacada

Entre as ferramentas que são subjugadas, mas de extrema importância, Patricia Sakamoto, da Decorvid, ressalta o esquadro como aliado para uma medição perfeita. “Há muito o que levar em consideração em uma medição. Cada produto é um processo, mas o principal de tudo é ter sempre um esquadro grande em mãos. Os números também merecem atenção redobrada, pois podem ser confundidos facilmente e, assim, o vidro vir com a metragem errada, precisando voltar para o fornecedor”. 

Agora, você e a equipe de sua vidraçaria sabem exatamente as ferramentas necessárias e como evitar certos erros comuns no processo de medição de projeto com vidros. Evite prejuízos e transtornos dando a devida importância a esta etapa da obra!

Marketing Digital para VidraçariasMarketing Digital para Vidraçarias
eBook

Marketing Digital para Vidraçarias

12 dicas e ideias práticas para alavancar seu negócio no universo online, fidelizar seus atuais clientes e conquistar um novo público.

Conteúdos Exclusivos

Preencha para receber conteúdos exclusivos da PKO do Brasil
PKO do Brasil
PKO do Brasil
Cálculo incorreto da espessura do vidro: o que pode acontecer? Veja uma série de orientações para o cálculo da espessura do vidro e esclareça suas dúvidas ➡️ https://bit.ly/375bwTH
PKO do Brasil
PKO do Brasil
Silicone neutro e acético: conheça a diferença entre os modelos dos dois selantes ➡️ https://bit.ly/3f4plX2
Manual do Piso de Vidro
eBook

Manual do Piso de Vidro

Saiba tudo sobre segurança, especificação, instalação, manutenção, aplicações do piso de vidro e como precificar e vender.
Vidro Temperado
Infográfico

Manutenção de Temperado

Aprenda a fazer a manutenção correta dos vidros temperados.