Como o cálculo do aproveitamento pode melhorar seu orçamento de vidro

| PKO do Brasil |

Como o cálculo do aproveitamento pode melhorar seu orçamento de vidro

Cálculo para orçamento de vidros

Saiba como o aproveitamento  dos materiais afetam o orçamento de vidro

Com o mercado cada vez mais acirrado, é importante que as empresas de esquadrias ou serralherias apresentem vantagens competitivas. Um dos pontos fundamentais observados pelos consumidores trata-se do preço, por isso, para que você não perca dinheiro e consiga fechar negócio, vale a pena aprender a elaborar um orçamento de vidro eficaz.

Para isso, o primeiro passo é entender o funcionamento da cadeia produtiva dos materiais que utiliza em sua solução, para saber como os preços de tais produtos são compostos.

Muitos fornecedores no ramo das esquadrias de alumínio e dos vidros trabalham com otimização de seus materiais, que trazem como resultado menor consumo de matéria-prima e menos desperdício, oferecendo assim maiores lucros.

Acompanhe a seguir os principais processos de modulação de vidros e consiga o melhor orçamento de vidro:

Vidros

Durante o processo de corte dos diferentes tipos de vidro, os retalhos ou sobras originadas não são reaproveitáveis no beneficiamento. O resultado é que a sobra de produtos coloridos, laminados, refletivos e de espessuras especiais são desperdiçadas, e esse custo de perda é repassado aos clientes.

Para conseguir aperfeiçoar e modular as peças de seu projeto visando menor desperdício siga os seguintes passos:

1º) Faça um desenho considerando algumas opções de divisões da chapa para se chegar numa dimensão aproximada da ideal.

(EXEMPLO 1)

Cálculo para orçamento de vidros

Outra opção que pode ser feita é o levantamento da quantidade de peças do projeto em um software de otimização automática de peças, como, por exemplo, os programas Corte Certo ou Optimik. Essas ferramentas te darão um resultado exato de quanto vidro será desperdiçado. Consulte o seu fornecedor de vidros para fazer essa simulação no orçamento de vidro para você.

(EXEMPLO 2)

2º) Após ter feito essas otimizações e constatar um mal aproveitamento do material, faça uma análise de como seria possível dividir novamente o vão, chegando mais próximo possível da divisão ideal analisada inicialmente.

(EXEMPLO 3)

É fundamental consultar a norma NBR 7199 neste caso, pois essa norma estabelece as regras gerais para a utilização dos vidros na construção civil e devem ser utilizadas por esquadrias e todas as empresas e profissionais que trabalham com o vidro.

3º) Ainda no processo de otimização, você precisa fazer também um balanço com a análise do vidro x esquadria. Um bom exemplo é que, mesmo que peças maiores possam te dar um bom aproveitamento da chapa, o cálculo da pressão de vento resultará em espessuras maiores e, consequente, aumento de preço e peso do material.

Nestes casos, você pode compensar o aumento do valor com uma economia do caixilho, já que uma menor quantidade de módulos resultará em menor consumo de perfis, conseguindo o melhor orçamento de vidro instalado.

Esquadrias

Leia também:  Vidros low-e valorizam a arquitetura da Estação Uruguai de Metrô

Já no aperfeiçoamento das esquadrias, o primeiro passo é conhecer quais os tipos de perfis de alumínio, PVC ou madeira existem no mercado e suas dimensões produtivas.

No caso das esquadrias, existem também no mercado softwares que fazem a otimização do material de acordo com o consumo dos perfis, como por exemplo, Desmet, Metálicas 3D, Tricalc, entre outros. Alguns deles vão além e te ajudam também nos processos básicos para elaborar orçamentos, planilhas de custos, relatórios gerenciais e elaboração de preço e venda para clientes.

Um exemplo que podemos citar nesse processo trata-se da escolha da janela ideal para cada projeto. Conte com fornecedores que informem, para cada tipo de janela escolhida, o consumo de perfis, em relação ao peso e dimensões, facilitando assim a definição dos materiais e a composição do seu orçamento final.

Outros materiais

Além dos vidros e das esquadrias, você precisará analisar também quais outros tipos de materiais serão necessários para o projeto, como por exemplo, revestimento em ACM (Aluminium Composite Material), placas de Formica ou MDF para divisórias.

As regras são basicamente as mesmas que mencionamos acima: você deve conhecer melhor as variedades disponíveis no mercado, os prazos produtivos e cruzar as informações para obter o melhor aproveitamento de todo o conjunto.

O mais importante em todo esse processo trata-se do diálogo com o fornecedor. É importante conversar sobre o aproveitamento das chapas e se antecipar sobre um aumento de preço que pode ocorrer. Crie também uma planilha de orçamento e coloque todos os dados necessários para ter controle dos processos de venda.

Gostou do conteúdo? Interaja conosco, poste suas dúvidas e sugestões.

Instalação do vidroInstalação do vidro
eBook

Erros na Instalação de Vidros

Saiba os principais problemas enfrentados no processo de instalação dos vidros.

Conteúdos Exclusivos

Preencha para receber conteúdos exclusivos da PKO do Brasil
PKO do Brasil
PKO do Brasil
🍷 Manual do Vidro para Adegas: Conheça o tipo de vidro que deve ser utilizado, instalação, normas técnicas, climatização, iluminação e modelos de adegas. Download grátis❗️ ➡️ https://bit.ly/2UCNXza
PKO do Brasil
PKO do Brasil
Tudo o que você precisa saber para vender vidros com excelência ⤵️

1️⃣ Mercado e Concorrência
2️⃣ Fornecedores
3️⃣ Cliente e o Funil de Vendas
4️⃣ Orçamento e Visita Técnica
5️⃣ Realização dos Serviços e como Agregar Valor
6️⃣ Marketing Digital

➡️ Download grátis: https://bit.ly/vender-vidros
Estoque de vidros
eBook

Glossário do Vidro

O melhor guia de termos do vidro para a construção civil.
Vidro Duplo ou Insulado
eBook

Manual Técnico do Vidro Insulado

Veja todas as características e aplicações do vidro insulado.