Vidro termoendurecido e energia fotovoltaica

Vidro termoendurecido e energia fotovoltaica

Painel de energia solar

A procura por meio de geração de energia limpa está em constante crescimento em todo o mundo. Nos centros urbanos brasileiros, muitos prédios comerciais adotaram o método sustentável nos últimos anos – movimento que promete se tornar cada vez mais comum. Por consequência, ganhando destaque também o setor vidreiro. 

Abordando suas vantagens e desvantagens, este artigo conta detalhes da energia fotovoltaica e uma de suas principais bases, o vidro termoendurecido. Para compreender como o sistema funciona, apresentaremos o modelo de vidro utilizado no procedimento. Afinal, não importa os anos de experiência no segmento, é sempre importante se atentar a novos materiais que conquistam o mercado, suas características e aplicações. Isso porque as peças possibilitam diversos resultados a partir de diferentes processos de fabricação e alterações em suas propriedades.

O vidro termoendurecido passa por uma etapa de endurecimento térmico, o que significa que a chapa é aquecida rapidamente para alterar sua composição. Porém, ele não é igual ao vidro temperado! Ambos passam pelo pré-processamento (corte, lapidação, furação e lavagem) antes de se irem ao forno, porém suas técnicas de endurecimento são distintas.

Também na contramão do temperado, o termoendurecido não é considerado um vidro de segurança por fragmentar-se em pedaços maiores quando partido. Sua maior vantagem é o alto grau de resistência. Exatamente por seu processo de aquecimento, ele se torna uma peça mais dura e, quando comparado aos modelos convencionais, pode ser quase três vezes mais resistente.

Por sua vez, a segurança do temperado é vista como um diferencial, pois em rompimentos, ele quebra em pedaços pequenos, diminuindo o risco de acidentes mais graves. Para visualizar melhor o diferencial, saiba que o vidro termoendurecido tem em sua curva de resfriamento uma pressão menor, não tão intensa quanto a alternativa temperada.

Em suma, o vidro termoendurecido é o mais utilizado no mercado para compor painéis de energia fotovoltaica, ou seja, produzir energia elétrica através da absorção do calor do sol. “Não é obrigatório [o uso deste vidro na energia fotovoltaica], porém existe uma preferência do setor devido a maior resistência que este oferece”, justifica João Luiz Petrim, do Departamento de Compras da Soletrol, empresa especializada no tema. 

Leia também:  Vidro para escritório, qual usar?

Fabricado e fornecido pela PKO, o chamado termoendurecido apresenta qualidade superior em todo seu processo de fabricação, considerada uma das melhores disponíveis no mercado nacional.

Energia solar fotovoltaica: o que é?

Após entender as características e produção do vidro utilizado no processo, chegou o momento de saber como funciona a geração de energia limpa por meio do sistema chamado fotovoltaico. Primeiramente, a energia solar apresenta inúmeras vantagens, como economia, valorização do imóvel e maior durabilidade. 

Porém, obviamente, também há certas desvantagens que entenderemos ao longo do artigo. O objetivo deste texto é reunir informações suficientes para que tantos profissionais da área, como consumidores, tenham o fácil entendimento sobre valer ou não a pena a instalação do vidro termoendurecido com energia fotovoltaica em residências ou empresas.

Energia solar

Energia solar e energia fotovoltaica são duas definições relacionadas. Os termos representam uma tecnologia que usa a luz natural solar como fonte de recursos para gerar eletricidade. Na prática, a energia solar é captada através das fotovoltaicas e proporciona até 95% de redução na conta de luz. Ou seja, utilizando uma fonte de matéria-prima gratuita, renovável e limpa. A principal desvantagem? O custo mais elevado do material quando associados a outros vidros.

Painéis de energia fotovoltaica

Impacto positivo ao meio ambiente, fácil aplicação, sustentabilidade, não poluente, vida útil prolongada, matéria prima inesgotável e diminuição nos gastos mensais com eletricidade marcam as principais vantagens deste sistema de envidraçamento quando usado para substituir modelos convencionais de placas e o consumo tradicional de energia. 

Além disso, a energia fotovoltaica contribui também com a redução da poluição sonora, já que seu processo é silencioso e livre de ruídos ou alertas.

Entre outros benefícios, o vidro termoendurecido não demanda manutenção, um processo meticuloso ou exaustivo, pelo contrário, a limpeza é simples e deve ser feita com certas periodicidades. 

Ao destacar a vida útil, estamos falando de estruturas que podem fornecer captação de energia limpa por até 25 anos. E, conforme dito anteriormente, a economia gerada no processo pode chegar a mais de 90% do total da conta de luz. O investimento é alto em um primeiro momento, mas rende ótimos frutos a longo prazo – até porque o envidraçamento pode valorizar em até 6% o valor do imóvel.

Leia também:  7 formas de ter privacidade com vidros
Painel de energia fotovoltaica

Recurso renovável

A energia solar é uma fonte de energia renovável, já que a luz solar é uma fonte contínua. Entre os recursos renováveis, como a energia eólica e a energia hídrica, a solar é a mais estável e previsível. Enquanto o petróleo é a fonte de energia/combustível mais usada no mundo, e não é um recurso renovável. Isso significa que, eventualmente, essa matéria irá se esgotar para sempre e a população mundial irá depender de outros meios.

Resumindo, são muitas vantagens para incorporar a instalação do vidro termoendurecido com energia fotovoltaica em sua empresa ou moradia. Além de ser uma especialização essencial em vidraçarias que buscam por novos serviços lucrativos. Sua instalação é muito simples e o preço contribui com o balanço financeiro.

Benefícios em destaque

  • Redução de até 95% da conta de luz;
  • Durabilidade;
  • Fácil instalação;
  • Valorização do imóvel;
  • Fonte renovável;
  • Atuação contra poluição;
  • Iluminação natural ao longo do dia;
  • Retenção de calor (ajuda a controlar a temperatura do ambiente);
  • Silencioso;
  • Fonte de energia elétrica mais barata do mundo;
  • Custo benefício positivo considerando a vida útil do material.

Desvantagens dos painéis de energia fotovoltaica

Entre os possíveis pontos negativos estão, em destaque, o alto custo inicial de compra, ausência de trabalho noturno em sistemas sem baterias e, em relação ao meio ambiente, falta de estudos sobre o impacto do descarte do painel. 

Quando observado o alto custo de compra, vale ressaltar que o investimento vale a longo prazo e torna-se um ponto não relevante entre os possíveis malefícios. “Acredito que não há nenhuma desvantagem séria. O valor é mais elevado, mas pela durabilidade e resistência que ele apresenta, o custo compensa”, defende João Luiz.

Baixa valorização nacional 

Uma das principais questões da falta de energia solar do Brasil é a falta de incentivos financeiros, o que faz com que a solução pareça difícil de ser alcançada. No entanto, com as movimentações do mercado e avanços, o custo dessa tecnologia vem caindo e, em alguns casos, tornando-se mais acessíveis.

Mas, afinal, como o sistema composto pelo vidro termoendurecido funciona?

O sol atinge os painéis solares produzidos com base nos vidros termoendurecidos. Estes são os responsáveis por concretizar o sistema fotovoltaico e gerar eletricidade a partir de recursos naturais. Ao longo do dia, os vidros atuam retendo o calor do sol para transformá-lo em fonte de energia e distribuí-lo para todo o espaço através de uma base central. Os usuários usam sua própria energia elétrica, já que todo o trabalho executado durante o dia é computado em uma espécie de relógio utilizado para abater o consumo de lâmpadas e eletrodomésticos acionados durante a noite, por exemplo. 

Leia também:  Vidro para adegas, qual utilizar?

Se o recurso se esgotar em determinada data por não ter recebido e coletado calor suficiente, o valor do período em especial será acrescentado à conta de luz no final do mês. A peça é majoritariamente instalada em fachadas, tetos, coberturas, janelas e portas.

São muitos os benefícios oferecidos por meios de energia limpa. E, além dos painéis de vidro termoendurecido, o mercado conta hoje com uma nova tecnologia: o vidro fotovoltaico (chapas laminadas unidas por uma película fotovoltaica). Vale a pena conferir e entender também seus diferenciais!

Conteúdos Exclusivos

Preencha para receber conteúdos exclusivos da PKO do Brasil

  • Ao se cadastrar, você concorda com os Termos de Uso e Política de Privacidade. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.
PKO do Brasil
PKO do Brasil
O termo pergolado gera tanta curiosidade quanto dúvidas. O nome se refere a uma cobertura que proporciona maior harmonia para o espaço, garantindo estilo, personalidade e um projeto mais agradável para a convivência. A tendência é muito utilizada em áreas como piscinas, churrasqueiras e jardins. ➡️ https://bit.ly/3l6sgS3
PKO do Brasil
PKO do Brasil
❗Veja 12 dicas e ideias práticas para alavancar sua vidraçaria no universo online, fidelizar seus atuais clientes e conquistar um novo público. Download grátis 📘 Marketing Digital para Vidraçarias ➡️ https://bit.ly/3xB9hnP
Vidro Temperado
Infográfico

Manutenção de Temperado

Aprenda a fazer a manutenção correta dos vidros temperados.